UGT realiza manifestação em todo o Brasil

ugt-10041_740x400

 

 

A União Geral dos Trabalhadores (UGT) realizou, nesta sexta-feira (29), manifestações em diversas regiões brasileiras. As ações aconteceram em protesto ao Projeto de Lei 4330/04, que trata da terceirização na atividade fim e em repúdio as medidas Provisórias 664 e 665, já aprovadas, tanto na Câmara quanto no Senado, e que dificultam o acesso da população a direitos trabalhistas e previdenciários.

 

 “A terceirização na atividade fim é uma forma de contratação que só interessa o patronato, pois reduz os encargos trabalhistas e diminui o salário do trabalhador, em média de 24%, segundo estudo do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). Nós da UGT somos contrários a essa medida que, a médio e longo prazo, prejudicará as cerca de 30 milhões de pessoas que hoje trabalham formalmente e com registro em carteira”, explica Ricardo Patah, presidente nacional da UGT.

 

O líder ugetista ressaltou que a central é favorável a regulamentação das atividades terceirizadas, uma vez que no Brasil, cerca de 12 milhões de pessoas trabalham sobre esse regime. “Defendemos a regulamentação da terceirização e não que ela seja expandida para atividades fim, pois essa medida representa um grave atentado aos direitos conquistados pela classe trabalhadora, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e a tudo o que ela representa para nós brasileiros”, diz Patah.

 

A central realizou ações em vários estados da federação, entre eles: Pernambuco, Belo Horizonte, Belém, Rio de janeiro, Salvador, São Paulo, Rio Grande do Sul, Goiás. Em todas esses Estados dirigentes sindicais e trabalhadores saíram as ruas.

 

Fonte: Site da UGT Nacional

Tel.: 73 3291.2849
Rua Mauá, 54 - Teixeira de Freitas - Bahia
sindectf@uol.com.br