IBAMA desativado, uma irresponsabilidade

A retirada do  Escritório do IBAMA de Teixeira de Freitas trás muitos prejuízos para a cidade e região, por isso a Diretoria do SINDEC implementou ações no sentido de sensibilizar a autoridades para o retorno da Instituição e, juntamente com amplos setores da sociedade, promoveu um abaixo-assinado encaminhado a quem de direito:

 

“As entidades representativas das comunidades do Extremo Sul da Bahia, abaixo subscritas, vêm mui respeitosamente tecer alguns comentários e solicitar adoção de medidas relativa a retirada intempestiva da unidade de atendimento do IBAMA na cidade de Teixeira de Freitas e cuja área de atuação abrange treze (13) municípios: Alcobaça, Caravelas, Itamarajú, Itanhem, Ibirapuã, Jucuruçu, Lagedão, Medeiros Neto, Mucuri, Nova Viçosa, Prado, Teixeira de  Freitas e Vereda, com uma diversificação econômica bastante ampla.

 

O posto de atendimento do IBAMA mais próximo de Teixeira de Freitas, atualmente fica a 180 km de distância, o que irá inviabilizar ações eficazes desse órgão perante a comunidade.

 

Temos ainda de tecer os seguintes comentários:

 

  1. Na nossa região ocorre com freqüência a implantação de empresas com características específicas de agressão ao meio ambiente em áreas de preservação e se não fiscalizadas permanentemente irá causar danos à natureza.
  2. Historicamente existem problemas de desmatamento com a retirada de  madeira para produção de carvão e, sem fiscalização permanente, teremos sérios problemas de degradação somada com os prejuízos ligados à questão da saúde pública.
  3. A ausência do Posto de atendimento do IBAMA em Teixeira de Freitas traz sérios riscos do não cumprimento da ordem pública referente ao meio ambiente, ocasionando transtornos e sérios prejuízos à comunidade.
  4. Necessidade imperiosa de uma fiscalização permanente para o Parque de Abrolhos e para a Reserva Extrativista de Corumbau – RESEX, entre outras.
  5. Palestras para a comunidade e cursos nas escolas de ensino fundamental, pois, através da educação, conseguiremos conscientizar a comunidade a empreender ações preventivas para evitar agressão ao meio ambiente.
  6. Afora o exposto acima, temos na nossa região um forte apelo econômico no setor turísticos, tanto ecológico como de lazer; e temos a pesca que necessita de orientação sobre as modalidades autorizadas e, também, uma eficaz fiscalização na época do defeso; além de uma agricultura e pecuária extensa e produtiva.

 

Diante do exposto requer seja pensada, pela direção do IBAMA na Bahia e pelo Ministério do Meio Ambiente, a revogação da portaria que fechou o Posto de atendimento de Teixeira de Freitas, ao tempo em que solicita, também, a ampliação do número de colaboradores (fiscais) e a disponibilização dos recursos necessários às condições de trabalho para o efetivo desempenho das atividades em nossa região desse conceituado e imprescindível órgão.”

 

Sindicato dos Empregados no Comércio de Teixeira de Freitas

Tel.: 73 3291.2849
Rua Mauá, 54 - Teixeira de Freitas - Bahia
sindectf@uol.com.br